14
Mai 08
Poema à Mãe

Minha mãe, minha mãezinha,
Foste espectacular quando era pequeno,
Mas agora cresci
E não sou essa criança retratada
Que guardas no teu coração de ouro.

Não sou essa criança moldável
Que tu viste nascer
Mas sou um rapaz
Criança crescida que sou agora
Tendo desafios meus e só meus…

Pedro Seco, nº21, 8ºA


Poema à Mãe

Mãe,
Desculpa se já não sou o que era
Mas é verdade, eu cresci
Já não sou a tua menina
Inocente, ingénua,
Que só pensa em brincar,
Em se divertir…
Desculpa por ter crescido
Tão depressa,
Mas não pude fazer nada.
No fundo do meu coração
Continuas a ser
A luz que ilumina
O meu dia
E o fogo que faz arder
O meu coração.

Ana Paula Oliveira, nº2, 8ºC


Poema à Mãe

Mãe,
Quando eu era pequenina,
Tu adormecias-me no teu carinho,
Davas-me o teu amor
Em troca do meu ninho.
Mas agora,
Eu cresci,
Sei que tu não querias, nem esperavas
Que tal acontecesse tão depressa…
Mas quero que saibas
Que nunca esquecerei os teus beijos,
A tua voz,
O teu carinho.
Agora tens de compreender
Que eu tenho de seguir o meu caminho.
Adoro-te, mãe, vou vaguear,
Vou tornar-me independente,
Vou trabalhar
Vou-me embora como quem não sente,
Mas a vida é assim,
Os filhos fogem
E as mães sofrem
Vou ter muitas saudades
Encontrar-nos-emos, mãe.
Beijos, meus…

Sofia Silva, nº24, 8ºC


Poema à Mãe

Mãe, nem sabes o quanto
Eu gosto de ti.
Se alguma vez te magoei
Desculpa, não foi por mal…
A palavra mãe é uma palavra
Maravilhosa, mágica e única.
Por ti, mãe, eu farei qualquer coisa,
Só para te ver sorrir!

Jéssica Ramalho, nº14, 8ºA


Poema à Mãe

Mãe, és tão bonita,
Como uma rosa
Num dia de Primavera.

Às vezes sorris,
Outras vezes choras,
Mas és sempre
A minha princesa!
Diana Castela, nº10, 8ºA




Poema à Mãe

Mãe,
Foste tu que me criaste
Como se fosse uma flor.
Deste-me carinho e conforto,
Deste-me muito amor.

Ajudaste-me a escolher
O rumo por onde seguir.
Nem sempre foi fácil,
Nem sempre correu da melhor maneira
Mesmo sem quereres,
Cresci à minha maneira.

Apercebes-te agora que cresci?
Tornei-me mais adulta e responsável
E quero agradecer-te
Porque foste tu, que mesmo sem saberes
Fizeste com que isso fosse possível.

Um dia também quero ser como tu,
Mais liberal com os meus filhos…
E gostava que um dia
Também eles me escrevessem um poema
Como eu te estou a escrever a ti.

Sem ti não sou ninguém.
Mesmo quando te zangas
Eu gosto de ti, mãe!

Solange Machado, nº25, 8ºC


Poema à Mãe

Mãe, tu és o sol a brilhar
Com um sorriso a acompanhar,
Que me aquece todos os dias
No meu acordar.

Mas
Nada esqueci,
Nada sofri,
Com as palavras que me disseste
Ao longo do meu crescimento.
Com o teu carinho e amor
Salvaste-me dos perigos…

Mãe, tu és tudo para mim
Nunca te esqueças…

Maryana Stefuryn, nº 17, 8ºB



POEMA
“A VIDA”


Já ouvi dizer que a vida não termina nem começa quando nós queremos e por isso devemos aproveitar o intervalo…

Mas o que é a vida
Para além de um jogo
Cheio de batota,
Um jogo que quando perdemos,
A dívida é impagável…
Um jogo onde não se empata,
Um jogo difícil de ganhar?

O que é a vida
Para além de uma planta
Que cresce muito pequenina,
Precisa de ser cuidada, amada,
Precisa de atenção, respeito,
Mas que no fim
Acaba por murchar, acaba por morrer?

O que é a vida
Para além de um livro
Cheio de encruzilhadas e aventuras,
Mistérios e desilusões
Páginas e histórias…
Um livro que nos leva a viajar
Por um mundo por vezes cruel
Que não é mais que o nosso verdadeiro mundo?

O que é a vida
Para além de uma criança
Que faz as delícias dos pais,
Recebe carinho e afecto,
Tem vontade de sonhar
E imagina um mundo perfeito,
Uma criança que será o nosso futuro?

O que é a vida
Para além de uma equação
Por vezes fácil,
Por vezes difícil?
Quando se erra é preciso aproveitar a segunda oportunidade,
Pois esta existe sempre.
O importante é não voltar a vacilar!

Solange Machado, nº 24, 8ºC
publicado por bibliojorgemontemor às 11:14

Aí Pedrão! Ledo engano pois és a criança retradada da sua mãe... de tão retardada escreveste retradada! HI hi hi...... Fugiste da escola bem?
Anónimo a 15 de Maio de 2008 às 00:56

pesquisar
 
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
30
31


blogs SAPO
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO